terça-feira, 24 de julho de 2012

Magnésio, mais uma arma contra a hipertensão arterial?

   Trabalhos recentes ligam o magnésio, a maior sensibilidade à insulina e a forte acção antioxidante. Estas mais recentes descobertas, juntam-se à conhecida importância deste mineral na contracção muscular etc.
 Mas... poderá o magnésio ser uma mais valia no tratamento da hipertensão arterial?
É inevitável ligar a hipertensão arterial à doença coronária e à insuficiência renal.
Factores de risco vão desde fumar, sedentarismo, ingestão de grandes quantidades de sal, factores genéticos etc. Especula-se que a baixa ingestão deste mineral (Mg), pode levar a um aumento do stress do miocárdio (músculo cardíaco), reflectindo-se esta situação na tensão arterial. Esta meta-análise1 combinou 141 estudos, chegando à conclusão que indivíduos com uma ingestão superior a 370mg diários de magnésio, apresentaram uma diminuição de 3-4 mm Hg na tensão sistólica (também chamada de máxima) e de 2-3 mm Hg na tensão diastólica (vulgarmente designada de mínima).
É um facto que estes valores são modestos, contudo na minha opinião têm já alguma relevância clínica. Sem dúvida, torna-se imperativo efectuar mais estudos de intervenção que confirmem a hipótese levantada por esta meta-análise.
 
 
Filipe Teixeira
Direcção Técnica-Body Temple, Lda
The Tudor Bompa Institute, Portugal.
Nutrition & Performance Department of TBI.


As opiniões aqui contidas apenas reflectem a opinião do autor e não necessáriamente da empresa Body Temple Lda/Tudor Bompa Institute. Consulte sempre o seu médico ou profissional de saúde antes de enveredar por qualquer suplemento, plano alimentar ou tratamento.

 
 

Bibliografia:

 1. Kass L, Weekes J, Carpenter L. Effect of magnesium supplementation on blood pressure: a meta-analysis. Eur J Clin Nutr. 2012 Apr;66(4):411-8

Sem comentários:

Enviar um comentário