sábado, 17 de novembro de 2012

Suplementação com α-cetoglutarato pode aumentar o volume de treino




O anião α-cetoglutarato (AKG) é produto da desaminação dos aminoácidos, sendo um intermediário importante no ciclo de Krebs. Vemos frequentemente o AKG associado aos aminoácidos arginina, creatina etc. Poderá este α-cetoácido só por si ter efeitos ergogénicos?





O AKG é produzido no organismo a partir do ácido glutâmico, sendo substrato importante da gluconeogénese [1]. Recentemente, cientistas alemães apresentaram um estudo experimental muito interessante, onde os α-cetoácidos melhoraram a tolerância ao treino e recuperação pós treino [2]. Embora tenha sido avançada a possibilidade destes resultados estarem ligados à redução dos níveis de NH3+ pela acção do AKG, segundo os autores esta hipótese carece ainda de mais investigação. Resta-me só salientar de que se trata dum estudo aleatório, duplo-cego, com grupo de controlo.


As vias bioquímicas da glutamina, segundo Caballero B et al [1].


Provavelmente a associação do AKG a determinados aminoácidos, poderá oferecer benefícios aos praticantes de actividade física.



Cumprimentos,
Filipe Teixeira
Direcção Técnica-Body Temple, Lda
The Tudor Bompa Institute, Portugal.
Nutrition & Performance Department of TBI.


As opiniões aqui contidas apenas reflectem a opinião do autor e não necessáriamente da empresa Body Temple Lda/Tudor Bompa Institute. Consulte sempre o seu médico ou profissional de saúde antes de enveredar por qualquer suplemento, plano alimentar ou tratamento.




Bibliografia:

[1] Caballero B, et al. Guide to nutritional supplements. Oxford:Elsevier; 2009.

[2] Liu Y, et al. Improved training tolerance by supplementation with α-Keto acids in untrained young adults: a randomized, double blind, placebo-controlled trial. J Int Soc Sport Nutr. 2012;9:37.    

Sem comentários:

Enviar um comentário